Nas eleições deste ano, os eleitores estão tendo a oportunidade de acompanhar diversas informações sobre seus candidatos. Na Divulgação de Registros de Candidaturas 2012, entre os dados disponíveis estão os bens declarados por aqueles que disputam cargos no pleito.

Na região suleste paranaense, entre os candidatos ao legislativo, constata-se algumas grandes diferenças dentro da mesma cidade. Enquanto que alguns possuem valor milionário, outros não tiveram bens a declarar. A composição do valor declarado considera imóveis, veículos, aplicações financeiras, participação em empresas, entre outros.

Segundo o sistema de divulgação de candidaturas, a maior declaração de bens entre os postulantes à câmara está na Lapa, no valor de R$ 2.815.531,04, a segunda maior é de R$ 470.000,00. Em Agudos do Sul, as maiores declarações são de R$ 475.000,00 e R$ 395.000,00. Já em Campo do Tenente, os maiores valores são de R$ 995.000,00 e R$ 535.000,00.

As duas declarações mais valiosas em Contenda são de R$ 440.352,19 e R$ 390.500,00. Em Fazenda Rio Grande, os maiores valores são de R$ 1.105.000,00 e R$ 1.059.287,16. Mandirituba tem R$ 780.000,00 e R$ 570.693,00 como valores mais altos. Em Piên, as maiores são R$ 733.000,00 e R$ 698.000,00. Os valores de R$ 540.000,00 e 511.000,00 são os maiores declarados em Quitandinha. Já em Rio Negro, R$ 2.517.000,00 e R$ 1.006.980,02 são os maiores valores. E em Tijucas do Sul, as duas maiores declarações entre os candidatos ao legislativo são de R$ 511.000,00 e R$ 540.000,00.

Por outro lado, Lapa também é a cidade com menor número de candidatos que não possuem bens na declaração – apenas 4. Fazenda Rio Grande, com 66, é o município com maior número nesta situação. Em Agudos são 13, em Campo do Tenente 26, em Contenda 24, em Tijucas do Sul 59, em Mandirituba 53, em Piên 11, em Quitandinha 23 e em Rio Negro 21 candidatos a vereador dos quais não constam bens na declaração.

Fonte: O Regional