Para os policiais militares da companhia de Campo Largo era questão de honra prender a quadrilha. Um roubo cometido