A ponte da Rua Embaixador Hipólito de Araújo, na Vila Torres, recebeu nesta terça-feira (16/4) o acabamento em pavimento asfáltico em sua cabeceira e foi entregue aos moradores da região pelo prefeito Rafael Greca. A obra também recuperou com concreto e barras de ferro a base e as alas da nova ponte feita em madeira de lei.

Além de possibilitar que pedestres atravessem o córrego, que é afluente do Rio Belém, em espaço exclusivo e seguro, sem ter que dividir o espaço com veículos, a nova ponte preserva o fluxo de trânsito em mão dupla da rua. Também foram implantadas nas duas margens estruturas de guarda-corpo.

“Na companhia do secretário municipal de Obras Públicas, Rodrigo Rodrigues, do administrador da Regional Matriz, Dirceu de Matos, e do presidente da Associação de Moradores da Vila Torres, Valdemilson de Campos, o Tanaca, tenho a alegria em melhorar a Vila Torres e de servir Curitiba. Quanto mais pontes pudermos, mais faremos”, disse Greca.

Mecânico de carros e morador do bairro, Tanaca lembrou da longa espera pela nova ponte. “Entrava e saía prefeito, nada de ponte. Aliás, nenhuma atenção com a nossa vila. Agora vivemos uma nova realidade e vemos a Prefeitura como parceira. A nova ponte é uma conquista de todos nós”, disse o presidente da associação de moradores.

Nova passarela

A poucos metros da nova ponte da Rua Embaixador Hipólito de Araújo, foi construída pelo Departamento de Pontes e Drenagem da Secretaria Municipal de Obras Públicas e entregue no último dia 22 de março uma nova passarela de madeira sobre o Rio Belém, ligando os dois lados da Rua Walter Marquardt, no Rebouças.

A antiga passarela foi destruída pela correnteza do rio durante as fortes chuvas que castigaram Curitiba no dia 21 de fevereiro. A nova passarela é mais larga e ganhou acessos em forma de rampa de concreto, o que garante mais acessibilidade.

Ferroviário aposentado e morador da Rua Walter Marquardt há mais de 30 anos, Luís Laertes Portela destacou a agilidade da Prefeitura em reconstruir a passarela. “Desculpa, mas não é comum que o poder público tenha condições de reagir tão prontamente às demandas da população. Aqui foi rápido e a passarela ficou ainda melhor que a antiga. Ótimo para mim que tenho uma filha que mora do outro lado do rio e uso demais essa passarela”, disse.

Fonte: Prefeitura de Curitiba