Já colocou na ponta do lápis quanto custa fazer um cursinho de inglês? Tem que pagar a matrícula, o semestre, o material didático e demais valores periféricos como deslocamento, estacionamento e comer alguma coisinha no intervalo, pois ninguém é de ferro. As cifras são realmente altas se compararmos com a revolução que as StartUps estão promovendo para ensinar outros idiomas.

Antes de mais nada, vale lembrar que a principal estratégia destes cursinhos é nunca revelar diretamente estes valores. A primeira coisa que eles fazem é te convidar para uma reunião na sede deles e, uma vez ali, eles utilizam milhares de argumentos para te convencer de que o cursinho deles é a melhor solução.

Para esta amostragem, fizemos o levantamento de sete cursos diferentes de Curitiba e de São Paulo. Vamos aos resultados!

Matrícula
Este é o valor que é pago de início para começar a estudar. O valor mais em conta gira em torno de R$ 100 podendo chegar em R$ 600, mas na média o valor ficou em R$ 350!

Semestre
Sim, cada cursinho tem a sua metodologia e a sua própria forma de cobrar (por semestre, por período, por mês, etc), mas a maioria cobra mesmo por semestres – e se você desistir de estudar por algum motivo, não há reembolso. Ou seja, esse dinheiro não volta mais! Fazendo as adaptações necessárias para padronizar todas as formas de cobrança, o semestre pode girar entre R$ 1.140 e R$ 3.960. A média é de R$ 2.170!

Material
As apostilas trazem mais gastos, e não podemos considerar investimentos. Cada cursinho tem o seu próprio material que só funciona dentro da sua metodologia, muitos vem com um CD repleto de áudios e um caderno de atividades. Este gasto fica entre R$ 120 e R$ 369. A média ficou em R$ 276.

Resultado
Em média, se gasta R$ 2.796 para estudar um semestre de inglês quando analisamos os principais cursinhos! Quando dividimos este valor por seis meses, o valor é de R$ 466 sem contar valor de transporte, de um lanchinho e talvez o fator mais caro e precioso: o tempo disponibilizado.
Inglês Online tem inúmeras vantagens
Quando se opta por estudar inglês através de uma plataforma criada por uma StartUp, a economia é gritante:

– Não há material didático impresso
– Não há valor de matrícula
– O valor mensal é até 80% mais barato do que é cobrado na média
Além desta economia que se sente no bolso, o estudante online tem a vantagem de poder estudar com um método inovador, que não leva mais do que 15 minutos diários que podem ser feitos em um Smartphone ou computador, sem precisar se deslocar para chegar no horário da aula além de ser totalmente personalizado e individual, sem as amarras mercadológicas que tentam vender de tudo.

Sobre a GO15
A GO15 é uma StartUp de tecnologia com aplicação inovadora focada na área de educação. Através da construção de uma estrutura de conhecimento e de um método associativo nunca praticado no mercado de ensino de idiomas até então, a GO15 utiliza tecnologia de ponta e de fácil acesso, respeitando o tempo de cada aluno para alcançar o seu principal objetivo: falar inglês fluentemente.
Fonte: Kakoi comunicação
Imagem: Freepik